Notícias

Saiba como se planejar financeiramente para seu casamento

| Notícias, Publicações

- Saiba como se planejar financeiramente para seu casamento

 

A hora de dizer “sim” é um momento muito aguardado por quem está noivo, pois é um dos mais importantes passos para começar uma vida a dois. Contudo, planejar o casamento não é uma tarefa tão simples. Por essa razão, preparamos algumas dicas especiais para lhe ajudar nessa tarefa e garantir que você se organize financeiramente sem erros para uma cerimônia especial e memorável. Confira!

Faça uma planilha de gastos - Montar uma planilha de gastos é muito importante, pois assim você pode manter o controle sobre todas as despesas de maneira detalhada e garantir que o seu investimento está sendo alocado da maneira correta, para que o casamento saia do campo das ideias e vire realidade. Para isso, você pode elaborar seções específicas dentro dela para anotar os valores dos contratos dos fornecedores – como buffet e espaço para a festa – e custos com trajes e produtos – como lembranças e convites.

Fique atento à lista de convidados - Chegue a uma média de convidados com o máximo de antecedência. Dessa forma, você poderá se planejar com esse número e garantir que imprevistos e gastos extras não aconteçam. Você pode até estranhar o motivo disso, mas nós explicamos a razão: acontece que muitos casais tendem a já partir para a pesquisa de fornecedores, como buffet, decoração e espaço, antes de definir quantas pessoas estarão na festa. Logo, fecham um orçamento para uma quantidade “x” e posteriormente acabam tendo que aumentá-la porque não haviam se programado corretamente. Com isso, há um gasto maior com taxas e até mesmo multas, além de um investimento maior para impedir que problemas relacionados à logística da cerimônia possam acontecer.

Pesquise bastante sobre os fornecedores - Após definir um orçamento e chegar a um número aproximado de convidados é hora de partir para uma etapa crucial para o seu planejamento: os fornecedores. Aqui, a dica é não fechar um acordo de primeira, mas sim pesquisar bastante. Por isso, faça um levantamento de empresas e profissionais diferentes, procure por orçamentos e cote serviços e produtos que são indispensáveis para seu casamento. Uma vez feito isso, compare os valores para encontrar uma média que se adeque à verba que você tem disponível.

Veja alternativas para não gastar tanto com trajes - Isso porque, especialmente quando se trata do vestido de noiva, é muito comum que os noivos acabem cedendo ao impulso de comprar a peça, mesmo quando não têm orçamento para isso. Logo, como já dito no primeiro tópico, isso acaba se tornando uma despesa que prejudicará a renda do casal a longo prazo. Por isso, leve em conta outras possibilidades que serão menos custosas para o seu bolso. Nisso estão incluídos a confecção com uma costureira particular, o aluguel ou mesmo a reutilização do vestido que foi usado pela mãe ou pela avó em suas respectivas celebrações — com os devidos ajustes, é claro — e que possui um valor simbólico e sentimental muito importante.

Defina um orçamento de acordo com a sua renda - Por fim, mas não menos importante, há a definição de um orçamento. Isso porque organizar as finanças é um passo indispensável para que toda a cerimônia aconteça como ambos desejam e para que a vida de casados comece financeiramente estável — sem dívidas ou renda comprometida por gastos descontrolados e muitas vezes desnecessários durante o planejamento da festa. Portanto, os dois devem sentar e conversar sobre as reservas que já possuem e podem utilizar, por quanto tempo desejam poupar para o casamento e a quantia que podem guardar mensalmente com o propósito de dar esse grande passo.

 

Fonte: Viasul

alteracao regulamentar-01

Alteração Regulamentar do Plano Multifuturo II

Em novembro, a Fusesc encaminhou à Superintendência Nacional de Previdência Complementar – PREVIC a correspondência pertinente às alterações no Regulamento do Plano de Benefícios Multifuturo II, após a aprovação do Conselho Deliberativo, conforme divulgado nesta notícia. Disponibilizamos o retorno da análise da Previc, que solicitou alguns ajustes, conforme abaixo: a)...

+ LEIA MAIS