Notícias

Como ensinar educação financeira para crianças

| Notícias, Publicações

Como ensinar educação financeira para crianças
Não importa qual seja a idade, aprender sobre educação financeira é importante em qualquer fase da vida. Afinal de contas, aprender a ter uma relação saudável com o dinheiro faz toda a diferença, especialmente quando falamos de crianças. Isso porque crianças com uma boa base de educação financeira, certamente se tornarão adultos que também terão essa consciência.

Que tal começar pela mesada?

Se você costuma dar mesada para os seus filhos, certamente esse será o primeiro contato que eles terão com o dinheiro. Então, por que não começar a fala sobre educação financeira por meio da mesada, não é mesmo?

Para isso, estipule um valor fixo mensal, e que seja compatível com a idade de cada criança. A partir disso, dê conselhos sobre quais as melhores formas de usar aquele dinheiro, mas sempre deixando a criança livre para decidir o destino da mesada. Assim, seu filho aprenderá a colocar em prática as informações que você estiver repassando, assimilando por ele mesmo como fazer um bom uso do valor que recebeu.

É desde cedo que se poupa

Vivemos hoje um dos períodos com maior endividamento de jovens da história. E isso se deve a inúmeros fatores, mas especialmente à falta do hábito de poupar. Por isso, é muito importante que, um dos ensinamentos sobre educação financeira aos seus filhos, seja sobre a importância de poupar.

Você pode, por exemplo, ter uma conversa com o seu filho assim que ele receber o dinheiro da mesa, e explicar a diferença entre gastar, poupar e investir. Explique de forma clara e didática que gastar é o que ele faz com o dinheiro no presente, comprando um brinquedo, por exemplo. Já poupar é guardar o dinheiro para que ele seja utilizado em outro momento próximo. Ao passo que investir é também guardar o dinheiro, mas pensando que ele pode ser como uma reserve de emergência lá na frente.

Essa conversa deve levar em consideração a idade da criança que recebe a mesada, mas a partir dos cinco anos de idade é bastante provável que ela já consiga absorver o que for falado sobre a importância de poupar dinheiro. E, assim, passe a aplicar no dia a dia.

Eu realmente preciso disso?

Não são apenas os adultos que devem se fazer essa pergunta antes de sair às compras. Afinal, para que as crianças tenham uma boa educação financeira, é preciso que elas também se questionem a respeito da necessidade de comprar determinados objetos.

Pode parecer algo complicado para os pequenos, especialmente no início, mas é mais simples do que parece. Para isso, basta que você explique de forma didática e simples qual é a necessidade entre aquilo que ele realmente precisa e o que é supérfluo. Feito isso, estimule a criança a fazer planos com o dinheiro que poderia ser gasto com as coisas supérfluas. Assim, ela entenderá que aquele dinheiro pode ter um destino melhor caso seja poupado.

 

Fonte: Financas Forever

Businessman working at his office with documents and check the accuracy of information.

PREVIC aprova alterações no Regulamento do Plano Multifuturo II

A Superintendência Nacional da Previdência Complementar (PREVIC), órgão regulador e fiscalizador das Entidades Fechadas de Previdência Complementar, aprovou em 12 de janeiro de 2021 o novo regulamento do Plano Multifuturo II (MFII) – com publicação no Diário Oficial da União. O novo documento já está em vigor desde 15...

+ LEIA MAIS