Chamada

Ar condicionado aumenta conta de luz em até 50%; veja como economizar

| Chamada, Destaque, Notícias, Sem categoria

405705-PCVOOT-572

 

 

Se você precisa ficar em ambientes fechados durante o verão, uma das melhores formas de combater o calor é ter um ar condicionado à disposição. Atualmente, existem aparelhos à venda por preços em torno de R$ 1.000, mas esse investimento pode ser apenas uma pequena parte dos gastos que estão por vir.

“Nos meses de verão intenso, em uma residência média que faz uso intenso do ar condicionado, sem qualquer preocupação com medidas de redução de consumo, o impacto pode chegar a até 50% de aumento na conta de energia elétrica”, explica Roberto Peixoto, professor de Engenharia Mecânica do Instituto Mauá de Tecnologia

A razão para isso é que o ar condicionado tem um consumo de energia similar ao de um chuveiro elétrico, porém ele tende a ficar ligado por muito mais tempo.

A boa notícia é que, da mesma maneira que ocorre com outros eletrodomésticos, o consumo do ar condicionado pode ser reduzido se seguirmos alguns procedimentos referentes ao seu uso.

Manutenção em dia – “O ideal é limpar os filtros periodicamente, verificar se as saídas de ar não estão obstruídas, evitar que a unidade condensadora [o 'motor' do aparelho] sofra incidência direta do sol e verificar a carga do fluido refrigerante e se há vazamentos desse líquido”, alerta Peixoto.

Uso econômico – Além de garantir que a manutenção do aparelho esteja em dia, algumas práticas podem diminuir um pouco o consumo de energia elétrica do aparelho. O primeiro passo é evitar que haja muita troca de calor entre o ambiente refrigerado pelo ar condicionado e a sua parte externa. Ou seja: deixe o local com portas e janelas fechadas.

Escolha o equipamento correto – A escolha do aparelho também é relevante. De acordo com Peixoto, uma tecnologia que faz o ar condicionado consumir menos é o chamado “inverter”. “Ele que ajusta a velocidade do compressor à demanda de resfriamento do ambiente. Equipamentos com esta tecnologia são mais caros, mas a redução do consumo de energia pode chegar a 40%”.

 

Fonte: UOL

Businessman working at his office with documents and check the accuracy of information.

PREVIC aprova alterações no Regulamento do Plano Multifuturo II

A Superintendência Nacional da Previdência Complementar (PREVIC), órgão regulador e fiscalizador das Entidades Fechadas de Previdência Complementar, aprovou em 12 de janeiro de 2021 o novo regulamento do Plano Multifuturo II (MFII) – com publicação no Diário Oficial da União. O novo documento já está em vigor desde 15...

+ LEIA MAIS