Notícias

7 dicas para combater a inflação no seu dia a dia

| Notícias, Publicações

Boa parte dos brasileiros já sentiu o peso da inflação em seus bolsos por conta do aumento do preço em produtos essenciais do dia a dia. E não deve parar por aí: a expectativa é de que, até o final do ano, isso aumente ainda mais.

Por isso, cada vez mais é importante ter educação financeira e saber contornar os preços altos do mercado. “É necessário fazer um diagnóstico financeiro detalhado dos gastos, descobrindo para onde está indo cada centavo do dinheiro”, apontou Reinaldo Domingos, presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros).

O executivo separou algumas dicas para combater a inflação no seu dia a dia, economizando nas contas. Confira:

1. Energia, água e gás

Banhos longos, luzes acessas e dispositivos ligados na tomada podem consumir muita energia elétrica sem perceber – e esses são gastos que passam despercebidos até o momento de pagar a conta. O mesmo acontece com o uso de água e gás.

Economizar no uso desses recursos e tomar mais cuidado ao usá-los vai acarretar em uma economia na conta no final do mês.

2. Conta de celular e telefone

As tarifas de telefone e das operadoras de celular podem aumentar e, por isso, o executivo recomenda comparar os valores e, se possível, optar somente por um dos meios – atualmente, é mais econômico e comum ficar sem telefone fixo do que sem celular.

Além disso, outro aspecto ao qual é importante prestar atenção é o plano de celular contratado que, muitas vezes, pode conter itens que você não utiliza.

3. Supermercado

O preço de alguns itens básicos aumentou em grandes proporções, o que pode prejudicar ainda mais o seu bolso. Reinaldo recomenda fazer uma lista de compras com os itens que são realmente necessários e optar por marcas mais baratas.

Tome cuidado também com as promoções: às vezes pode parecer vantajoso levar produtos em maior quantidade pelo preço de um, mas você pode estar desperdiçando dinheiro.

4. Reutilize

Materiais escolares, por exemplo, são itens que podem ser reutilizados no ano seguinte. Assim você consegue economizar – e esses não são produtos baratos.

A recomendação de Reinaldo é que você pense em todos os outros itens de sua casa que podem ser reutilizados e não gaste duas vezes.

5. Gastos com lazer

Um dos gastos mais fáceis de controlar são os relacionados a passeios, restaurantes e lazer no geral. Com a inflação, o cinema, por exemplo, tem ficado cada vez mais caro – e por isso é recomendado evitar passeios mais custosos. Dê preferência a opções de lazer caseiras ou que tenham preços menores.

6. Pequenos gastos

Esses são os grandes vilões de seu orçamento: como são gastos pequenos, eles passam despercebidos e, ao final do mês, o valor total pode ser surpreendente. O melhor é evitar tomar café todos os dias e gastar com lanches, pois isso pode consumir boa parte de sua renda.

7. Carro

É mais econômico deixar de usar o carro no dia a dia e optar pelo transporte público, além de normalmente ser mais rápido de chegar ao seu destino. Outro fator que você deve sempre lembrar é de manter o carro revisado para evitar gastos com manutenção.

Fonte: Infomoney

 

Equipe fala sobre resultados do 1º semestre e perspectivas no podcast Fala Fusesc

O segundo episódio do podcast Fala Fusesc está no ar! Nele, falamos sobre como foi o cenário econômico no primeiro semestre, explicamos como a Fusesc alcançou resultados tão positivos mesmo num cenário de crise econômica mundial e ainda trouxemos o que podemos esperar para o segundo semestre. Para falar...

+ LEIA MAIS